29.9.04

Eu e tu

Pensava que te conhecia tão bem...

Que te sabia de cor...

Sempre foram assim tristes os teus olhos?
Sempre foi cinzento o teu olhar?
E o teu sorriso... Onde anda o teu sorriso?
Pensei que te tinha em gargalhadas tais que me ofuscavam sempre o chorar...
Mas agora choras... Porquê?
Em que 10 segundos desviei eu o olhar e o teu mundo ruiu?
Onde falharam as minhas mãos para que caísses dessa forma tão desenfreada?

Não chores... Não desistas...
Não te deixes cair por um amor qualquer...
não correspondido!

Olha para mim!
Estou aqui e até ao fim...
Serei eu e tu...
Serás tu comigo!

11 comentários:

Anónimo disse...

pelo menos tu ainda aí estás para ela.
é muito mais do que muita gente pode sonhar.

fairy_morgaine
www.ogritodosilencio.weblog.com.pt

Paulo Ferreira disse...

Se calhar não foste tu quem se desviou ou se esqueceu dela... Por vezes, o mundo trata-nos tão mal que nós, sem querer, acabámos por tratar mal quem tanto nos ama. É preciso estar quando é necessário. Continua a "estar".

Anónimo disse...

10 segundos
10 segundos para vê-la
10 segundos para conhecê-la
10 segundos para me perder na luz ofuscante do seu sorriso
10 segundos para guardar na memória os seus olhos, o seu cabelo, o seu corpo
10 segundos de desejo
10 segundos de esperança
10 segundos para saber a verdade
10 segundos para perceber que o seu coração pertence a outro
10 segundos de raiva
10 segundos de tristeza
10 segundos de resignação
Achas pouco, 10 segundos?
Olha que não é

Miguel

mad disse...

Os textos que tu escreves são realidades parecidas com a que vivi.
Alguns deixam-me triste porque me trazem recordações, outros são de tal forma lindos que me emocionam.
Continuo a adorar a tua escrita.

Sandro disse...

Miguel: uau! estou abismado mano... Realmente mostras que 10 segundos, tal como por vezes não são nada, vezes há em que pode ser uma vida...
Abraço.

Mad: É muito bom chegar e ver o teu comentário. É bom sentir a tua "lealdade". É extasiante saber que gostas.
Um beijo

Sandro disse...

fada: Realmente estou para ela... mas ela saberá isso?
Estou no limite do que pode ser a minha existência num pesadelo que é um momento mais difícil. Mas tens razão... ESTOU!
Beijo

Maria Branco disse...

Sandro, ela sabe sim... compreendo perfeitamente que não seja um momento facil, mas não desistas do que acreditas. O olhar irá reencontrar e fundir-se novamente no teu... é o que realmente te desejo! Um beijinho grande para ti!

Ritinha disse...

Sandro,

Às vezes amar não chega, às vezes estar não chega...
Ele amava-me, ele estava lá... e ainda assim eu sentia-me só. Mesmo amando-o eu sentia-me só.

É necessário partilhar sonhos, emoções, medos, silêncios e nunca nunca pressupor que se conhece a pessoa.

Ele achava que me conhecia e me amava, mas o eu que ele conhecia e amava não era o eu que eu soumas sim o eu onde ele se revia, o eu que ele queria que eu fosse, enfim amava ser amado não não me amava de verdade.

Infelizmente este eu ficou só, mesmo com ele ainda do lado. Este eu deixou de sorrir, passou a ter olhos tristes...

Não deixes que isso lhe aconteça, vos aconteça. Ama-a na tristeza como a amaste na alegria.


beijos e

Rui disse...

Foi o mundo dela que ruiu? Ou terá sido o teu por não ter conseguido manter o dela...
Nunca terás problema em ter alguem que goste de ti, poderá sim a outra pessoa ter dificuldade em absorver tudo o que tens para dar!
É a nossa cruz meu irmão, mas de outra maneira não seria viver!

Marta disse...

Lindo o texto, acho que ela vai perceber, enquanto segurares a mão dela, a apertares num abraço terno ... Beijo

alguém disse...

A tua sensibilidade faz de ti alguém muito especial.

Tenho a tentação de te dizer o que sinto, de te confidenciar as experiências que me levaram a deixar de sentir como tu.

Interrogo-me se as minhas palavras farão alguma diferença. Talvez precises de fazer o teu percurso... sem velas.