18.9.04

Abraço

Ontem, durante a noite, enquanto dormias, abraçaste-me...
Deste por isso?
Senti medo no teu abraço. Como se estendesses os braços para ver se estava ainda lá... Depois, já mais calma, vi-te formares um sorriso, e voltares a um sono mais profundo!
Sabes que fazes isso todas as noites? Ali... a dormir... é quando mais sinto que me amas.
Ás vezes dou por mim a pensar se já terás feito isso por mais alguém... Se antes de mim mais alguém sentiu este amar tanto que mesmo durante o sono procuras um regaço, para num abraço, sentires que podes ficar segura, e voltar a sonhar...
E se já antes fizeste isso por alguém... Meu Deus... Como é que esse alguém te perdeu?
Então ganho medo, e, no meio de um beijo apaixonado, dou-te um abraço mais demorado...
E, como se o percebesses, mais uma vez procuras-me e lanças os braços, apertas-me contra o teu peito, e de volta o sorriso, mais que perfeito, e acalmo-me eu...
Nesse instante o mundo pára, e nada mais que isto faz sentido...

Por vezes levanto-me e sento-me aos pés da cama... E fico ali a olhar-te... E não faço qualquer som, como se fosse segredo, este querer ver-te dormir. Como se fosses uma criança pequenina, e eu o anjo que te vem guardar.

Volto à cama, e logo que sentes o meu corpo, abraças-me mais uma vez, e sinto aquele quente no estomago... E olho-te de novo... os teus olhos fechados... os teus lábios...
Então chego-me mais perto e enconsto os meus lábios ao teu ouvido e sussuro o que te quero dizer:
“-... Amo-te
-...Nunca, mas nunca, te quero perder...”

7 comentários:

Anónimo disse...

Fecho os olhos e consigo sentir a felicidade desse sono!!!
Beijo grande
Martinha

Ana Catarina disse...

e que belo abraço deve ser esse...:)

Sandro disse...

Consegues Martinha? Sentir a felicidade de um momento assim?


Ana Catarina: É um abraço que nos ganha... Espero que o teu esteja para berve. ;)

Sandro disse...

berve = breve! :)

Um àparte...

Paulo Ferreira disse...

Sono ou sonho, que importa isso? Fantasia ou realidade? "Doens`t really matters to me (...) anyway the wind blows..." O que importa é o que te vai dentro desse coração, e o que consegues transpor em palavras cá para fora. Importa é que cantes ao mundo como fazes. Continua.

Anónimo disse...

Muito bem amigo!!!!! mas vê lá quem te tira o sono, tá!!!! cuidado com o perigo do sonho.....
Vera Luis

Julieonthemoon disse...

muito bonito... adorei este momento que patrilhaste. :o)