4.4.05

Se...

Se um dia o meu beijo te fulminar o peito...
Se um dia os meus olhos te ganharem o gosto..
Então serei presa do teu reino de bestas, onde tudo o que gira é em torno de ti!
Mas não serei apenas um banco de areia que te sirva de porto, pois isso será pouco para o que te tenho...
Quero-te em jeito de mulher, como tronco a que se agarram as folhas de primavera,
Como se todo eu fosse o todo de ti.
Entre um suspiro deixo-te caída na cama, depois do sexo, animal de vontade, com uma força incontrolavel, mas servo do quanto me queres.
Se um dia a minha alma te chorar, então os meus olhos perderam-se no horizonte, onde os deixei à tua procura.
Não...
Não serei apenas mais um que se alimenta na tua savana, animal perdido no teu cio fulminante...
Se os meus olhos se perderem, arranco-os de mim.
De que me servem, se nunca mais te vou (re)ver?
Mas até lá, dispo-me deste meu medo e possuo-te... e possuo-te... e possuo-te...

21 comentários:

H. disse...

porque todo o amor é desejo, toda a saudade vontade de qualquer coisa.
gostei.brutal.sentido.

H. disse...

porque todo o amor é desejo, toda a saudade vontade de qualquer coisa.
gostei.brutal.sentido.

Ritinha disse...

Lindo!
Diz-me como ainda tens forças para continuar a levantar-te depois das quedas... eu, infelizmente, fraquejo.

mood disse...

E-pá...deixou-me palavras. Sim senhor!
Este texto é paradigmático daquilo que mais gosto na tua escrita: vem das vísceras.
Gostei muito.
Gosto muito de te ler assim.

Beijo grande

MONALISA disse...

Palavras fortes...agrestes, outra forma de escrita. beijo

Andreia disse...

Lembrou-me Donna Maria - Quase Perfeito, am I wrong? :)

Gostei bastante do texto...ultimamente não tenho tido inspiração suficiente para me aventurar numa incursão destas, mas é sempre óptimo ler-te*
Beijo bom :)

maria santos disse...

tens de estar atento...saber entender o que dizem os olhos de uma mulher...mesmo querendo dominar, pode dizer-te 'sou tua...ganha-me' sem o levantar dos braços na tua direcção...tens de aprender a perceber...porque dificilmente ela to dirá na cara...

Vera Cymbron disse...

Se tu soubesses,
Que quando te vejo ressalto,
Quando me olhas descanso.
Se soubesses que ainda estás aqui…
Que burlas meu peito aturdido,
E desassossegas meu amor de ninguém.
Sei em ti um perverso desejo de me saber,
Porque há desígnios que te sei ocultos por medo,
Em discreta busca do que me restou da alma,
Na fome de indulgência que tanto precisas.
Sei que as nossas lembranças te habitam os sonhos…
Que quando te vês em reservado abismo,
Enrolas-te nos lençóis em dor de difícil razão,
Em prazer, sugas o sangue do coração que se aperta,
E entregaste às palavras que fazes chegar,
Mas que nunca te trazem.
Se tu soubesses,
Que quando te vejo dói-me a boca dos teus beijos,
Que sinto o cheiro na minha pele do amor que fizemos,
Que és orgânica dos meus abraços quando se fazem,
Que as minhas mãos cerram-se em desespero por te tocar…
Sei de ti, desse sentimento corrupto,
Esse que toma as almas desprovido de compaixão,
Em busca da seiva do amor que nunca te soubeste,
Nunca sentiste, nunca me deste…
Sei dos fantasmas que te povoam os pesadelos,
Do suor que te incendeia nas mãos,
Na tua contínua procura pelas peles do teu pretérito,
Nesse louco esforço de seres o que nunca foste…
E depois escreves de ti…
Palavras de beleza rara,
Reflectindo imagens da ilusão dos outros olhos,
Vis mentiras embrulhadas em paixão,
Uma cruel maneira de possuir que me aparta…
Porque as tuas palavras…são tudo o que odeio,
Mentiras de dor imensa,
Sem vida.


Ofereço-te isto, é antigo, não conheces, mas acho que vais gostar...
Jinhos

Lana disse...

n sei k dizer...
Gostei :)

Rah disse...

gostamos muito!!! forte... viceral! =)

beijos,
Rah e Soul

Ninagasol disse...

Intenso e profundo, como sempre. Como tu.

Se um dia...
Mas um dia...
Beijinho

Marta disse...

O melhor é guardar o momento, o agora. beijo

Sandro disse...

lost in space: toda a saudade vontade de qualquer coisa.. é sim!
Beijo

ritinha: Depois das quedas temos sempre que nos saber levantar... mais que uma necessidade, é uma imposição que devemos fazer a nós mesmos. E tu também Rita.
Com um beijo meu.

mood::-) Obrigada!
Não sabias que gostavas do que me vem das vísceras.. Hehe!
obrigada amiga. Beijo bom

monalisa: obrigada pela visita. é uma escrita diferente da tua sim... Beijo grande.

Sandro disse...

a_gata: fui ouvir a música, e não consegui ver em que é que achaste parecida. Mas acho que tem a ver com o sentido que cada um dá às coisas. Importante, para mim,é que gostaste, porque este texto é muito de mim.
Beijo enorme.

maria santos: saber entender uma mulher acho que é daqueles desejos que todos os homens queriam ver realizados. Mas é muito difícil sim...

blue: adorei.
obrigado pelo texto, que achei excelente.
Obrigada por tudo também.
Um beijo

lana: não digas... sente... Beijo

rah: acho que não vos conhecia... Mas é bom ver gente nova a chegar e a gostar.
:-)

Sandro disse...

ninagasol: como sempre?
acho que não sou sempre profundo como gostava, mas obrigada.
Um dia...?

Beijo bom

marta: não... guardar o momento não.
Os momentos são para ser vividos, de preferência da forma mais intensa possível.
E depois outros momentos aparecem, que, se estivermos ocupados a recordar os que passaram, podem-nos passar ao lado.
Há uns tempos não pensava assim. Ainda bem que temos a capacidade de aprender com o tempo!
Beijão

Ritinha disse...

Obrigada pelas palavras de amizade.
Ontem pensei em telefonar-te, mas preferi não incomodar! ;)
Beijo

Anónimo disse...

De ausencias minhas (e tuas) ... o regresso da saudade de quem anseia...de bagagem cheia pelas memorias...
Beijinho grande
www.lbutterfly.blogs.sapo.pt

o rapaz que pensava que o mundo era redondo disse...

Uns "Se"s bem sentidos... belo post!

Sandro disse...

ritinha: Devias telefonar mesmo. Incomodar sempre! Embora sei estejas a brincar, porque nem o meu número tens, devias mesmo.
Dou-to quando quiseres.
Um beijo grande

lbutterfly: Essa bagagem cheia é que nos faz pesar as pernas no caminho em frente. Não digo que nos devamos ver livres delas, mas devíamos pousar numa prateleira, em vez de as carregarmos connosco para todo o lado. É o que ando a tentar fazer.
Beijo

Sandro disse...

rapaz: Uns Se´s muito sentidos mesmo.

Grande abraço

Gaivota disse...

Sabes Sandro faz hoje uma semana que ando a pensar numas palavras muito parecidas que me foram oferecidas (As palavras ate nem eram parecidas mas o sentido era o mesmo e tudo o que tem o mesmo sentido vai ter ao mesmo ponto logo é o mesmo).

E perguntaram-me em jeito de ponto final. "Não é muito? É sincero."

É muito sim, é quase demais. É quase tudo.

E quem sente assim é porque tem a alma a balançar nos olhos e abraços para entregar, quem sente assim é porque tem lagrimas disfarçadas de beijos.

E se um dia um beijo me fulminar o peito, o grito nao me vai escapar dos labios, os olhos nao se vao encher de lagrimas.
Os labios estarao ocupados a pintar um sorriso e os olhos ancorados nele.

Um beijo