2.3.05

Tão simples...

É tão simples como algo que ninguém sabe!
Os teus olhos são pequenas bolas de sabão que carregam toda a beleza que possuis.
Nunca ninguém me que quis dar nada, e tudo o que quero és tu!
Todos os sonhos são irreais! ...os meus são imagens perfeitas...
Nunca vi ninguém mexer-se assim... A forma com andas, o balançar do teu corpo quando danças e pensas que ninguém te vê!
Só os meus olhos, que seguem os teus passos...
Se ao menos desses atenção ao que te faz falta... Falto-te eu!
É tão simples como algo que ninguém sabe!
Quem é que decide o que está certo ou errado?
Quem escolhe a música na banda sonora dos nossos dias?
Não preciso de certo ou errado, nem de uma banda sonora perfeita...
Preciso de ti... apenas de ti!
Quem é que vê o que eu vejo?
Meu Deus, és mesmo tu!
Afastas-me tudo o que são memórias tristes, e não me deixas concentrar...
Imagina um relãmpago cair em força, vindo de um céu em furia... Assim me atingiste tu!
É tão simples como algo que ninguém sabe!
Areias movediças quando te aproximas.
Sinto-me enterrar no chão mais duro que pedra, e perco qualquer reacção.
AH! Como eu te quero...
E depois de tudo... sorris...
E levas-me quaisquer forças que ainda me restassem, e fico prostrado aos teus pés...
Não vês? Sou teu!
Não sentes? Sou eu!
É tão simples...

28 comentários:

Ninagasol disse...

E é talvez por ser tão simples que não se vê nem se consegue acreditar... Tão simplesmente.
Beijo-te

Mikado disse...

A simplicidade do teu amor torna-o quase inacessível, quase irreal, quase tão simples que assusta.

Sandro disse...

nina: não se vê, ou não se quer ver?
Sendo assim simples, está mesmo ali, à mão de semear, à espera que as pessoas deiam por ele...
Beijo bom

susanat: O que é que assusta? A simplicidade do amor, ou o amor em si?
Acho que o que assusta é a possibilidade de acertarmos e sermos felizes... Vejo muita gente com medo de arriscar ser feliz!
Beijo grande!

Anónimo disse...

por vezes os outros não conseguem ver aquilo que para nós é tão simples...http://oblogdorapaz.blogs.sapo.pt

Sandro disse...

rapaz: por vezes os outros não querem ver... Abraço

FDC disse...

"Se ao menos desses atenção ao que te faz falta... Falto-te eu!
É tão simples como algo que ninguém sabe!"

aos nossos olhos, por vezes tudo parece tão simples...

quanto ao meu post, eu ... eu penso que está patente. pelo menos, não me atormenta tanto na ausência como na presença...

Gaivota disse...

Bem... se alguem sentisse algo tão "simples" (e sublime) por mim...

Faltam me as palavras para te dizer que as tuas palavras sabem mesmo amar... [espero que o dono das palavras tambem] Sabes, enchi me de falinhas mansas, as palavras já me dizem pouco... Estou tristemente surda e cega... Não quero ouvir nem ver... Já vi e ouvi tanta mentira que não quero cair no mesmo erro...

Sou hoje um muro que faz ricochete sempre que alguem me tenta atingir, mesmo que o disparo seja do cupido...

Mas as tuas palavras penetram por qualquer ouvido mesmo surdo... Impossivel não ver... Mas não é impossivel não perceber...

E, sim!!! Tão simples que assusta...

mood disse...

Complicado é comentar um post assim.Fico um bocado sem palavras.
Amar é de facto simples... simplesmente arrebatador!
Mereces estar bem.
Beijo bem grande

Anónimo disse...

Muito interessante o teu texto. Às vezes a cegueira passa num instante e a simplicidade conjuga-se num amor arrebatado. Bjos Amita//brancoepreto

Sandro disse...

fdc: Achas? eu acho que aos nossos olhos tudo parece mais complicado do que realmente é! Como tu por exemplo. O que amas está ausente... no entanto dizes que isso te atormenta menos! Como?

Sandro disse...

gaivota: O dono das palavras também... :-)
Não te feches! Não tapes os ouvidos, nem cerres os olhos... Em toda a mentira, há um pouco de verdade! E há smepre alguém ali, que simplesmente, espera que tu o vejas.

joana: Obrigada amiga. Espero que tenhas recebido a minha mensagem ontem. Mas não te quero sem palavras.

Amita: ..."a simplicidade conjuga-se num amor arrebatado." Gostei!
Beijo

Roxanne disse...

oi Sandro, e quanto mais simples mais belo...como o teu texto. Beijinho

CA disse...

A simplicidade atinge por vezes uma profundidade maior do que aquilo que se vê.

Caliope disse...

É tão simples....
Mas espero que tu, pelo menos, saibas ;-)

gata disse...

Será que seja porque ela não vê o quanto tu sentes?...
Será que ela sabe?
Será que ela acredita que o que sintas é verdadeiro?
Será que já não se magoou tantas e tantas vezes que tenha medo de se deixar cair num amor?
Será que o caminho que lhe queres mostrar...ela pensa que já o percorreu, ainda que não tenha sido contigo,com os teus sentidos nela?


Será que no momento em que não conseguires definir o teu sentimento em palavras, porque sim, os sentimentos ultrapassam muitas vezes as palavras, também não te vais assustar?
Também não vais ter medo de cair?...


...Eu tenho.

Sandro disse...

roxanne: obrigada. Beijo grande

ca: talvez porque os nossos olhos não estão treinados para ver o que é simples... o que está mesmo à nossa frente...

caliope: às vezes penso que sim... outras torna-se tudo tão difícil...

Sandro disse...

gata: ...
...
...
... acho que já tenho medo...
... e acho que me deixaste um pouco sem saber o que te dizer...

FDC disse...

hm... por acaso agora deixaste-me sem saber q te dizer tb lol :)

Andreia disse...

Sandro...espero que não teres palavras para me dar seja uma coisa positiva...Na medida em que ficas a pensar no que te disse. Mas não tenho essa presunção ;).

Anónimo disse...

vejo-te e tu que ves?

Beijinho grande
www.lbutterfly.blogs.sapo.pt

Clara Isasknovit disse...

Oi Sandro!? Tão simples, simplesmente belo, emocionante! Bjs!

http://clareando.blogspot.com->prosa
http://clara1.blogspot.com->poesia

Caliope disse...

Será mesmo difícil? ;-)
Ou será que não estamos habituados a reconhecer o que é simples? E precisamos de o enfeitar para que se assemelhe ao que estamos habituados a sentir?
Beijoca

Sandro disse...

fdc: :-)

a_gata: Podes ter então.. Fiquei mesmo a pensar no que me disseste ;-)
Beijo bom

lbutterfly: Tento ver tudo. Tento...


clara: obrigado. beijo grande

Sandro disse...

caliope: achoq ue será um pouco dos dois. Porque é difícil também.. e muito!
Beijo

Ritinha disse...

Querido Sandro... Que te disser?
Beijo grande.

Pikas disse...

O mais dificil é encontrar essa simplicidade de amar, o contentar-se com as pequenas coisas e torná-las grandes, inesquecíveis... ;)

Maria Odila disse...

É tão simples.. e poucos sabem.
Tão simples e só vc a escrever
sentido e simples
beijos
Maria Odila
http://digressivamaria.blogspot.com/

Sandro disse...

ritinha: que te responder?
Beijo enorme. :-)

pikas: mas são as pequenas coisas que nos podem revelar o quanto verdadeiro é o sentimento que o outro tem por nós... são as que são feitas de forma mais natural e menos ensaida.


maria: Obrigada pelas palavras. Beijo