7.3.05

Para sempre

todas as manhãs enquanto bebo o meu café, apetece-me falar...
mas sem estares aqui, há sempre menos a dizer.
não penses que estou triste, isso está longe da verdade!
mas sei que se viver para sempre, nunca me vou esquecer de ti.
subo as escadas para o quarto, leve, por não te carregar ao colo,
como muitas vezes fazia...
ainda me consigo rir, na tua ausência!
e lembro partes de ti que não beijei... não toquei...
...
recordo quando sem razão aparente, dançava-mos no meio da sala...
por vezes sem música...
ainda te oiço rir nos meus ouvidos, e sinto pedaços de ti no meu corpo!
e não penses com isto, que não me convidam para sair... por vezes até aceito...
mas sei que se viver para sempre, nunca me vou esquecer de ti...

12 comentários:

Vera Cymbron disse...

Não sei de ti além das palavras que me dás a ler...mas hoje, meu caro, apetece-me abraçar-te por este sentimento que nos mostras, que é tão lindo, tão lindo!
Jinhos

Nilson Barcelli disse...

Caro Sandro
Não conhecia o teu blogue e ainda bem que me visitaste, pois deu para ver algumas coisas interessantes que escreves
(exº: «Deixa as palavras soarem a nada,
O tempo lá fora que passe por nós,»),
porque as tuas palavras soam a muito mais que nada.
Abraço.

CA disse...

Para sempre só a felicidade vale a pena ser lembrada.
Beijo.

Ritinha disse...

Como te compreendo...
Ainda hoje acordei com o telemóvel e estupidamente disse "Rui, atende tu".
Beijo

Andreia disse...

...impressão minha ou já estás no healing process? :). Se sim, de ti só posso ter inveja. Porque custa muito partilhar tempo, vivências, emoções...com alguém que nos parece ser talhado para nós e vermos essa pessoa ir embora, mesmo quando fomos nós que a mandámos em primeira instância. Mesmo quando fomos nós que assim quisémos. Dói. Dói sempre...
Eu leio as tuas palavras e sei que também me sinto assim...mas não tenho coragem, nem forças, para conseguir lutar por ele neste momento...
(desabafo...enfim..:\)

Dora disse...

Alguns dos mais belos textos de discurso amoroso são concebidos ante a ausência do ser amado...Uma boa semana para ti :-)

mood disse...

As pessoas importantes ficam sempre gravadas dentro de nós...para sempre! Suponho que as carregamos connosco pela vida fora, através das tais partes do outro que ficaram retidas nos nossos sentidos e na nossa memória (falávamos nós no outro dia sobre isto da memória).
Gosto de ler assim...consciente mas mais sereno.
beijo bom Sandro

Sandro disse...

blue: já viste o que sabes de mim... mais do que muitos que privam comigo durante o dia!
obrigada pelo abraço. Gostei! Gosto sempre...
Beijo

Sandro disse...

nilson: obrigada pela retribuição da visita! Abraço

ca: não... para seres feliz, não podes esquecer como e porquê sofreste!
Beijo

ritinha: mas isso vai passando...
por vezes leva o seu tempo.
Eu vou em 2 anos e meio...
beijo

Sandro disse...

a_gata: tens de lutarpelo que achas melhor para ti. Seja por ele, seja pela ausência dele... mesmo que doa, porque dói sempre.
Beijo

dora: concordo contigo. é preciso sempre uma musa... que pode estar presente ou ausente. E a dor é uma excelente forma se inspiração!

joana: Não sei... Acho que dentro de nós ficam as que nos marcam. Tanto pela positiva, como as que nos magoam muito. Essas ficam para sempre também...

Mikado disse...

A boca seca por não te beijar, os braços ficam dormentes por não te segurar, as palavras são becos que esbarram com a tua ausência e as lembranças de nós são ecos que vivem em mim, como uma caixinha de música.
Bjs
Conformemo-nos por não esquecermos amores assim

H. disse...

Nunca acaba...