23.3.05

Ainda as propinas

Meus amigos, a forma como se generaliza uma questão destas é no mínimo irreal. Sim, havia de certeza universitários naquele mar de gente, e SIM, enquanto dão centenas de euros por um bilhete para um concerto, contestam depois o pagamento das propinas.
Agora, que fique assente que eu não sou defensor do pagamento de propinas, uma vez que está institucionalizado que o ensino seja gratuito. Mas por favor, e sem hipocrisias, não me venham convencer que muitos dos meninos que ficam em filas de horas para dar uma alarvidade de dinheiro por um concerto, não são os mesmos que depois vão se manifestar contra o pagamento dessas mesmas propinas. E é contra isso que me insurjo.
E quanto à referência que se fez ao facto de eu andar numa privada, ir ao teatro e cinema, e ter dinheiro para isso enquanto outros não têm, achei vergonhoso. Faço isso porque trabalho para o poder fazer. Não são os pais que me pagam os estudos, nem que me pagam cinemas e teatros, e mal de mim se aos 28 anos assim fosse!
É lógico que em contra-partida a isso, os estudos ficam sempre um pouco atrasados, mas eu FAÇO, NÃO ME QUEIXO!
Mas estou com os que se manifestam e que se insurgem contra o pagamento das propinas, MAS ATENÇÃO, APENAS COM OS QUE REALMENTE TÊM RAZÕES PARA ISSO, uma vez que foi estabelido por lei o pagamento desses valores.


A todos uma boa Páscoa.

15 comentários:

Anónimo disse...

E mais nada! Assino por baixo! Boa Páscoa! abraço, o rapaz que pensava que o mundo era redondo

Gaivota disse...

tenho pena que no post anterior tenhas generalizado. É que eu sou contra todo o tipo de generalizaçoes (e isto em si já é uma generalização minha).

um beijo e boa pascoa

Catarina disse...

Eu por acaso até acho que o valor das propinas é pequeno tendo em conta os gastos efectuados com cada um de nós mas...

Ainda sou rifada se continuo com o meu discurso. =p

Boa Páscoa Lindo. Come umas amêndoas por mim, já que ando a peixinho cozinho e arrozinho branco.

*

Ritinha disse...

Olá Sandro. É só para te avisar que já fui ver "A Casa" e lembrei-me imenso de ti. Se puderes (mas só até ao fim desta semana) vai ver. É a tua cara! Eu adorei.
Mais pormenores no meu blog.

Quanto ao resto, não sintas necessidade de te defenderes... cada um é como cada qual.

Beijos grandes

Xana disse...

Agora é que disses-te tudo. Boa Páscoa.:)

Shadow disse...

o facto de se marchar contra as propinas não significa que seja para “si” exclusivamente... senão.. se todos os que ate podem pagar (na minha 880€!) não se manifestassem... apareciam meia duzia de gatos pingados a minifestarem-se... porque o resto esta a estudar (para nao perder anos e notas para bolsa) ou a trabalhar para as pagar... e meia dúzia de manifestantes… igual a zero.. né verdade?

Tal como a gaivota sou contra generalizações... mas pronto.. cada um com o seu sentimento…

amita disse...

Passo para te desejar uma doce Páscoa.Bjo

Apenas, o cidadão disse...

Eu também acredito que pessoas que pagaram bilhetes para o concerto dos U2, que têm acesso a niveis de consumo acima da média, também pertencem ao grupo que protesta contra o pagamento das propinas. No entanto acho que não são todos.

Relativamente à questão das propinas, o problema é que muitas vezes é discutida sem um contexto. a questão maior é o papel do ensino superior, e como a sociedade quer que esse ensino seja um instrumento de desenvolvimento.

Quando se resolver essa questão do que é o ensino superior, e qual o seu papel para a sociedade portuguesa será muito mais fácil resolver a questão das propinas.

Hoje em dia o ensino superior em Portugal encontra-se completamente desasjustado da realidade economica e social do país.

Um boa Páscoa para todos!

Vera Cymbron disse...

Gostei, um texto de não doer os olhos a quem sabe que nele está tudo o que realmente deve ser dito...
Jinhos e boa Páscoa!

Ritinha disse...

Sandro, espero que o Algarve tenha estado bom e te tenha ajudado a encontrar novas cores.
Beijo grande

Vera Cymbron disse...

Um desabafo muito teu... acho que acabaste por generalizar todos como ignorantes, porque ao fim ao cabo lutamos todos em pequeninas ou grandes guerras durante a nossa vida... As guerras de que falo são feitas sempre por alguns homens e outros tantos homens são envolvidos inocentemente...Não me parece que uma criança de 2 anos que morre mutilada num campo de minas seja ignorante...
Mas compreendo a tua revolta, quanto ao teu comentário...é daquelas coisas que se escreve para respirar melhor, mas nunca se expõe...mas isso é a minha opinião.
Espero que estejas mais aliviado!
Jinhos

Filipa disse...

Tenho andado fora. E o post apanhou-me de surpresa, vou ler os outros. De qualquer forma fica aqui o meu apoio. Também eu pago propinas... lol ;) (pronto é a minha mae que as paga...)

FDC disse...

Antes de mais, thx pelos comments, principalmente o do tempo. Foi um comment q so por si deveria ser um post, tanta coisa em tao poucas letras. :)

Quanto às propinas, penso que manifestas alguma injustiça relativamente ao que escreveste. Podemos considerar dois casos: os q tem dinheiro, ficam na fila para o concerto e insurgem-se contra as propinas pq nao querem pagar, e nao querem gastar o seu dinheiro, e ai sim, basta de hipocrisia; ou os q tem o dinheiro, ficam na fila, mas manifestam-se nao por eles, mas pelos outros. QUanto a estes, que existem, penso q estas a ser injusto. Foi como vi um dia um rapaz a dar uma entrevista em que dizia "Eu tenho o meu proprio carro, boa situaçao financeira que me permite pagar propinas sem problema, mas insurjo-me contra elas por alguns dos meus colegas". Estes jovens devem ser engrandecidos, e mençoes a eles devem sempre ser feitas:)
abraço

Sandro disse...

Atenção que eu não meto todos no mesmo prato da balança.
Eu sei que há aqueles que têm condições para, e que se manifestam em prol dos outros que não podem e têm mais dificuldades, mas, pelo menos para MIM, seria hipocrisia pensar que esses eram a maior parte do bolo. Sinceramante não concordo.
Mas obrigada pela opinião de todos, e desculpem-me por qualquer coisa.

Sandro disse...

Atenção que eu não meto todos no mesmo prato da balança.
Eu sei que há aqueles que têm condições para, e que se manifestam em prol dos outros que não podem e têm mais dificuldades, mas, pelo menos para MIM, seria hipocrisia pensar que esses eram a maior parte do bolo. Sinceramante não concordo.
Mas obrigada pela opinião de todos, e desculpem-me por qualquer coisa.