30.3.05

ARTE

A arte deve ser sempre algo de transcendente.
Sou um fã icondicional de todos os tipos de arte, mediante também, claro, os meus gostos pessoais, e o que considero digno de, além de ser visto, ser verdadeiramente apreciado.
E, baseado no que é o MEU GOSTO PESSOAL... apreciem:
Arte com Areia

8 comentários:

maria santos disse...

simplesmente...soberbo...:)

Vera Cymbron disse...

Obrigada pela sugestão realmente é soberbo! Não te preocupes com os humores da Blue, ela cuida de si...pode ser que precise um dia de falar contigo.
Jinhos e obrigada pela preocupação.

paula. disse...

sandro, ja conheçia o ficheiro, mas é absoolutamente sublime o que se pode fazer com tanta sensibilidade e penso, sinceramente, que a verdadeira arte é essa, da simplicidade construir-se algo que toque os outros :)
um grande beijinho, ja vi q estas melhor, fico contente por isso moço.

p.s.: sobre a minha filha, sou uma babada como penso que serão milhões de pais e era bom era que fossem mesmo todos :) é acima de tudo um amor enorme q nem sp sabe se expressar nas palavras mais correctas e saiu "babada" (q confesso, tb sou, ahhh pois sou)! :D

reciprocidades.blogspot.com

MONALISA disse...

Gostei muito. Obrigada por este momento. Beijo

Lana disse...

ja tinha visto...mas ta simplesmente lindo :)

mood disse...

Já é longa a tradição de discutir as fronteiras da arte-afinal o que é arte e o que é que não é?
Não me parece que seja condição prévia ser algo transcendente mas se te referesa essa transcendência da arte pelo facto de esta transpor a dimensão do próprio artista porque ganha um cunho de importância para o colectivo então concordo absolutamente.
Em última instância, eu que sou mera espectadora, considero que tudo aquilo que revela o potencial artístico do ser humano é passível de ser considerado artístico.
é das características mais belas do Homem!!
E bolas...como esta criação com areia é gira!! Como é que de uma matéria-prima tão elementar e cuja unidade tem a dimensão de um grão consegue ganhar uma narrativa/uma história criativa a partir de uma mão humana. Adorei.
Beijo grande

Sandro disse...

maria_santos: também acho...

blue: Podes cuidar de ti, mas um amigo faz sempre falta.
quando quiseres...

paula: obrigada moça :-)
Beijo bom.

Sandro disse...

monalisa: não é preciso agradecer. E ainda bem que gostaste.
Beijo

lana: tá sim...

mood: não acho que existam fronteiras para a arte.
Assim como não acho que se deva discutir arte, tão díspares que podem ser as opiniões em relação à mesma.
E sim... realmente algo tão simples, pode ter um efeito tão arrebatador em nós.
Beijo