19.1.05

Um beijo…
Perdido no ar!
Um amor…
Que alguém abandonou!
Um ter…
Sem haver a quem dar!
Uma vida…
Esquecida por quem a deixou!
Uma existência…
Sem razão de ser!
Uma espera…
Por algo que não virá!
Um sentimento…
Que ninguém acredita haver!
Um ir à procura…
Onda jamais alguém estará!

Metade das vezes nunca dizemos aquilo que queremos…
Deixamos que os outros adivinhem o que nos move!

Um é unidade… dois é para sempre!






8 comentários:

CA disse...

E por vezes aquilo que que os outros adivinham não era afinal aquilo que nos movia!
Beijo.

Ninagasol disse...

E 3/4 das vezes nunca dizemos realmente aquilo que sentimos. O outro 1/4 não sabemos como fazê-lo...
Beijo

Marta disse...

Pode assim ser, mas nem sempre é. Beijo

mood disse...

Sente-se um vazio angustiado nas tuas palavras. Um vazio que se quer preenchido....pelo 'sempre'.É isso que te move não é?
Esses vazios são beras mas ajudam-nos a 'arrumar' por dentro e a preparar o espaço para acolher coisas novas.Para receber algo que nos preencha...quem sabe para sempre? Palavra de futura psi! ;)
Gosto sempre...tanto...do que escreves. Um Beijo

Roxanne disse...

oi Sandro, muito belo este teu poema. Eu acho que quando deixamos que gestos e sinais falem por nós corremos o risco do outro não perceber o que queremos dizer, mas há sempre aquelas situações em que só as palavras não chegam. Beijinho

Maria Branco disse...

Nem sempre estamos em sintonia...
Um beijo grande Sandro...

Sandro disse...

CA: E por vezes movemo-nos de forma a que niguém adivinhe como... Beijo

Ninagasol: Em que x/4 é que fazemos as coisas bem? Não pode ser tudo mau... tudo negativo... Beijo bom

Marta: E nem sempre é... mas pode ser! Beijo

Joana: Também gosto muito, mas muito, do que escreves. Mas não procures angustia, vazio... Não me vais encontrar aí...
Eu sou aquele Sandro que chega ao pé de ti sempre a sorrir, que responde Tudo bem, quando me perguntas como estou... Esse sou eu... Beijo

Roxanne: Eu sou da opinião que palavras só ao chegam...
Eu sou da opinião que gestos só não nos levam lá...
Beijão.

Maria Branco: Maria, Maria... Como gostava de me sentar e perder umas horas, uma noite, a falar contigo... Detesto sintonias perfeitas! Beijo grande!

Anónimo disse...

Defenitivamente (na minha modesta opinião) o teu melhor post deste blog.
Adorei...Parabéns, estás um verdadeiro profissional...