10.1.05

Todo o amor do mundo...



Porque é que ninguém me disse quanto tempo tinha eu contigo?

Mostraste a tua raiva quando passei por ti sem falar...
Vamos sair daqui, tenho um depósito cheio de gasolina
Vamos apenas andar...
Vamos só desaparecer!
Por uma vida... por instantes...
Mas só eu e tu!
Os meus sonhos desvanecem, sobre uma nuvem de duvidas...
Vamos?
Dou-te todo o amor do mundo...
Vamos?

Acho que toda a gente foi para uma festa melhor que a nossa,
E ficámos apenas nós os dois...
Não quero mais, nem te peço mais...
Apenas todo o amor do mundo!
Mas nem te apercebes do quanto isso é, e dizes que sim...
E olhas-me com raiva, porque passo por ti sem te olhar!
Quero ser... existir...
Quero ter-te em mim como se fosses o cobertor que me aquece neste frio de Inverno!
Parte de mim...
A grande parte de mim...
E ainda tenho comigo um pouco do teu sabor, e diluo-me na imensidão do que me pedes...
Todo o amor do mundo!

Tropeço nas pedras que vais atirando aos meus pés,
E levanto-me no beijo com que me puxas para cima!
Vá! Ensina-me o que é todo o amor do mundo...
Ensina-me qual é a intensidade e a quantidade de amor, que todo o amor do mundo tem...
E depois pede-me que eu dou...
Sem pensar, eu dou-te...
Todo o amor do mundo!


(confuso... até para mim...)

9 comentários:

Caliope disse...

E desde quando o amor faz sentido? LOL ;-)
É a sua loucura que nos faz sentir vivos
Beijinhos :-)*

Anónimo disse...

Loucura é tentar entender!

Beijinho grande
Sónia
www.lbutterfly.blogs.sapo.pt

Anónimo disse...

Todo o amor do mundo é uma frase imensa, um pedido sem fim, um dar no infinito. Belo o teu poema, Sandro. Bjos Amita //brancoepreto

CA disse...

Não conheces a lenda da Cegueira do Amor? Diz que o Amor é cego e a Loucura sempre o acompanha.

"...E levanto-me no beijo com que me puxas para cima!"
"...Ensina-me o que é todo o amor do mundo..."
Deliciosamente belo.

Beijinho.

Mikado disse...

Quem dá todo o amor do mundo merece receber todo o amor do mundo...mas quem ousa dar tal grande amor, com medo de nada receber em troca? Por isso amamos pequeno, por instantes, para não sofrermos toda a dor do mundo...
Bjs bons,
SusanaT

Maria Branco disse...

Não, Sandro não é confuso... Quem ama assim, quem se entrega na totalidade, não espera nem deseja menos..
Um beijo grande!

mood disse...

Apesar do desencontro que parece emergir das tuas palavras, é deliciosa a ideia de nos diluirmos num amor assim. O amor é aquele presente que nos deixa sempre com a sensação de que somos uns sortudos.

Beijo grande

Andreia disse...

É fácil cair na tentação de dizer "vou-te amar incondicionalmente, dar tudo, até á exaustão"...
Mas não há amores perfeitos, não há medidas perfeitas...

Há momentos perfeitos, situações perfeitas, pessoas que numa situação, em determinado momento, nos parecem perfeitas; quanto até o simples encaixar de duas almas leva a uma combustão do sentimento que arde cá dentro.

São agora, oficialmente, 4:10 da manhã...e eu ainda sem sono...Pensar demais, dói demais :)

Anónimo disse...

Confuso? Pelo contrario, facil de entender! Na confusão k axas k as tuas palavras transmitem, pode ler-se perfeitamente a tua sede de te dar e de amar! Pelo menos eu li isso... corrigi-me d«se estiver enganado :-P Abraço! http://oblogdorapaz.blogs.sapo.pt