12.1.05

...



Eu sei que não te conheço...
E que é estranho este ser em ti... Assim... De repente!
A forma como bebo as tuas palavras e como te guardo debaixo do braço!
E te protejo...
É estranho...
Ter-te em jeito de salvação, de credo...
De princípio para um qualquer fim!
Este ficar mudo, com um simples olhar teu...
O sofrer se não sorris...
É estranho...

E se não estás?
Eu estou... E sou... Ainda vivo...
Mas se estás... Viro criança de sorriso fácil, memória de infância feliz!
E lanço-te um olhar...
Chamo-te para brincar...
E rio... grito... E esqueço...
É estranho...

E acumulamos histórias...
Partilhamos momentos...
E passa por nós o tempo!
E neste infinito fim que não nos alcança...
Eu ainda sei que não te conheço...
E é estranho...

9 comentários:

Gaivota disse...

A vida é um infinito fim que esta cheia de eternos recomeços.
E é por isso que é facil deixar para amanhã. É por isso que nunca temos tudo, nunca conhecemos tudo.
É o misterio do outro que amamos, os seus olhares que guardam segredos que queremos desvendar...

Se assim não fosse o deserto não era de agua e não nos daria gosto mergulhar.

e não me digam que o deserto é de areia, eu não vou acreditar...

CA disse...

Nunca conhecemos em plenitude, nunca aproveitamos todo o tempo que temos. Mas é esse ficar mudo com um simples olhar, o sofrer se o outro não sorri, o acumular histórias, os momentos partilhados que valem a pena e nos preenchem esse tempo que nunca nos chega.
Beijo.

Andreia disse...

Acho que o que move tudo isto, para dar origem a esses "sentimentos", é a curiosidade. Curiosidade em descobrir alguém melhor, porque se sente que não é todos os dias que se encontra alguém assim...
Ou então estou enganada...:)

maria santos disse...

estranho...não é sempre assim quando nos deparamos com algo desconhecido? E é sempre nesta fase que a adrenalina sobe, que o coração bate muito mais depressa...e não é bom? É a melhor fase...talvez...beijoca e boa sorte ;)

Ritinha disse...

É como andar num arame de circo não é?
Suspensos apenas pela vontade de não cair...
No fundo no fundo nunca sabemos o que nos espera.
Beijos

mood disse...

E precisamente por tudo isso...pode ter tudo para dar certo....
Tá LINDO Sandro, lindo.Intenso, honesto, puro, desejoso...como tu.


Beijo muito grande
Jo

Anónimo disse...

Que estranho!

Beijinho grande
Sónia
www.lbutterfly.blogs.sapo.pt

Ninagasol disse...

"É tudo tão normal..."
Não... é tudo tão estranho, como tão bem o disseste aqui. Tens razão.
Beijos

Anónimo disse...

Essas "estranhezas" acontecem, por mais k pareça loucura ou sem fundamento... Mas é bom qd isso acontece... eu acho! Bonito poema... bonito mmo! Abraço! http://oblogdorapaz.blogs.sapo.pt