27.2.05

Fecha os olhos...

Fecha os olhos e sorri!
Esquece o que vai lá fora,
Esquece até que estou aqui...
Fecha os olhos e sorri!
Deixa as palavras soarem a nada,
O tempo lá fora que passe por nós,
E toda a raiva que morra aqui...
Fecha os olhos e sorri!
Deixa que o medo se torne paz,
E toda esta ventania uma mera brisa.
Neste sonho... que vives aqui...

Fecha os olhos e sorri!

11 comentários:

Ninagasol disse...

"...Deixa que o medo se torne paz..."
Gostei! Muito.
E apesar dos olhos abertos para te poder ler, sorri...
Bom beijo. :)

Caliope disse...

:-)

mood disse...

foi isso que fiz assim que li...
Deixa uma sensação muito doce.
Bjinhox

CA disse...

E agora abre os olhos...e sorri!
Beijo.

MONALISA disse...

Este é um poema muito doce. Gostei da ideia de fechar os olhos e sorrir. Sobre o post seguinte, devo-te dizer que pela parte que me toca não tem nada a ver com as eleições, mas com falta de tempo. Mas continuas a ter aqui textos muito bonitos. Beijo

Mikado disse...

Depois de ler o teu post, tentei fechar os olhos e tentei sorrir, tentei dar paz à raiva e decidi que o tempo morreria ali mesmo, que as memórias apagam-se e que o sentimento anula-se.
Escreve como tens escrito até aqui e continua a fazer-me fechar os olhos e a sorrir

Gaivota disse...

Deixa que seja o teu coração a embalar-te esta noite... E sorri

Andreia disse...

Apetece-me lembrar da minha cabeça encostada ao peito dele, com as duas peles uma na outra...aquela sensação de paz, de nada estragar o momento. Aí sim, sorri. E sorrio cada vez que essa memória me assalta :).

Sandro disse...

nina: o importante é sorrir sempre.
Beijo bom

caliope: ;-)

joana: beijo grande

Sandro disse...

ca: estou sempre a sorrir, por estranho que possa parecer face aos meus post´s...
Beijo

monalisa: obrigada! Gosto muito do teu espaço, daí ficar contente por saber que apesar da disponibilidade, ainda vais passando aqui.
Um beijo

susanat: não tentes apenas amiga...

gaivota: sorri comigo.

Sandro disse...

a_gata: apetece lembrar? então lembra! quem te diz que é errado recordar? mais ainda quando te faz sorrir?
Beijo grande