8.1.07

REFERENDO

Há um cartaz do "não" na campanha sobre o referendo para a legalização do aborto, que pergunta no mesmo se queremos, com os nossos impostos, pagar as clínicas que iram efectuar os tão falados abortos!
Epá!!!!
Isto é uma questão de se ser inteligente, e não mesquinho, BURRO, e completamente estúpido!

Independente de qual a nossa posição sobre este assunto, e porque a cada um pertence a sua, este argumento é triste, muito infeliz, e uma ofensa a quem é apologista do sim, e uma vergonha a quem defende o não!

Assim, não vamos lá nunca!!

2 comentários:

mood disse...

Argumento perfeitamente unidimensional de facto.Dá vontade de perguntar, e as despesas de saúde pública (física e psíquica)que decorrem de complicações na realização de abortos clandestinos, quem as paga agora? Não somos nós? Quem é que assegura tanta vez o acolhimento e subsistência de mães adolescentes e jovens neste país? Não é a segurança Social, não somos nós, também? Se quiserem assumir como bandeira a questão de investir a priori no planeamento, ainda que não resolva a questão, é aceitável, agora puxar ao sentimentalismo do povo pelo bolso tendo em conta que o movimento pelo 'Não' é um movimento pela 'vida'... bom, não será um paradoxo conceptual?

arwen disse...

Sou exactamente da mesma opinião. A parte comica deste cartaz é k cada vez que o releio, lembro-me que os meus impostos são usados para pagar a uma quantidade enorme de "personagens", peço desculpa, Srs. politicos, que andam aí a fazer campanha pelo não.