4.1.07

Quando olhas para mim, vês-me como?
Completo?... Cinzento?...
Vês-me capaz de te fazer promessas vazias?
Capaz de te dar o mundo?
Gostava de saber como me vês...
Vês-me como sendo a tua metade?... Vês que és o meu todo?...
Falta-me alguma coisa quando me olhas?
Consegues ver que tudo o que sinto será para sempre?
Quando me vês... gostas do que vês?
Gostas como o meu azul joga com o teu cor-de-rosa?
... consegues ver a minha pele a chamar o teu corpo quente?...
...
e se consegues... vens?

5 comentários:

Martinha disse...

Queres saber como te vejo? Vejo-te como meu, como tudo o que mais desejo. És o meu tudo, a minha vida, o meu grande amor... daqueles que duram para sempre e nos fazem chorar de alegria só de ver!!! Queres saber mais? Vejo-te assim como que perfeito, vejo-te parte de mim... És o meu sonho, o meu anjo, o meu eu!
Ainda queres saber mais? Conto-te logo à noite, mesmo antes de adormecer no teu peito, que é quando o meu dia é perfeito!Beijo nosso!!! Amo-te muito!!!

anacanela disse...

ela vê-te ...como espelho...o reflexo dela...ás vezes diferente ...mas até ai ...a completas...outras vezes cumplice e aí...ela vai!!

Xuinha Foguetão disse...

Uauuuuu!

:)

Felicidades para os dois.

Beijos

Té § [Pi]menta =) disse...

gostei bastante deste post! :) mesmo mto! e entao a parte final ta' mesmo sublime "e se consegues...vens?" perfeito! :D

e tb gostei da resposta de outra metade! ;)

bjinho e bom ano 2007! *

Gi disse...

Pronto, lá estou eu a abrir outra carta de amor :O) e depois não digas que não :O)
Quando se olha aquela(e) que pensamos ser a outra metade da nossa laranja, nada falta, está lá tudo, mesmo aquilo que não existe!
Casei com 16, estou casada quase há 32 e ainda hoje não dei pela falta de nada importante. Dizem que o amor é cego. Talvez seja sim. Mas é uma cegueira tão boa :O)
Jinhos para ti e para a tua meia laranja