26.5.08

























Lamento, mas ainda tenho medo...
Os melhores anos, será que ainda estão por vir?... Já os vivi?
Alguém sabe como me sinto?
...
ninguém...
E eu... Será que eu sei como me sinto?

Sopra uma brisa na nudez desta rua.
Um cão chega do nada e lambe-me a ferida.
E eu sigo... seguindo.
O tempo é inimigo, atiro fora o relógio.
Fixo-me no horizonte e sinto... o que sinto.

É um novo acordar neste amanhecer que me encontra a sorrir...
Os melhores anos?
Sem dúvida, estão por vir!

1 comentário:

MirMorena disse...

"...Amanhã será um novo dia...da mais louca alegria...."

Acredita nisso...voa....

Bjuss de carinho