28.4.09

Ser...

Resta-me viver... respirar fundo, pentear-te o corpo,
tocar o céu...

Resta-me ser... Teu.
Ser apenas sendo eu. Ser...
Resta-me perder-te... e re-encontrar-te.

Resta-me amar-te em segredo, e gritá-lo a toda a gente...
Restas-me tu, num infinito de sentimentos que me mandam ao chão...
Resta-me o sonho... vivê-lo...
Ser mais do que aprendi a ser... apenas sendo-o.
Resta-me o olhar que me deitas, quando me olhas de lado...
Resta-me o teu beijo, sem doce... apaixonado!

Resta-me ser... Teu.

7 comentários:

Lampejos disse...

...

Resta-me ser carícia, flor perpetua na pele nevada.
...porque em todos os momentos não vejo outra razão senão a de querer-te minha...

Viajo no embalo de tuas belíssimas palavras.

[obrigada, Sandro]

(a)braços,flores,girassóis:)

Ca Delicious disse...

Resta-me acreditar que um dia... vou escrever assim...

JPT disse...

mto bonito, como sempre.
E, já agora, parabéns... tio!

ariana luna disse...

É reconfortante saber que existem amores como o vosso.

XaKaL disse...

Mt bom!
O teu post diz tudo e em poucas palavras dizes muito mesmo!!
Continua!

Patrícia Mota disse...

Resta-te muito então.
Aproveita-o

Beijo

Paula disse...

sempre com mto prazer que leio tuas cartas de amor....
:)