15.7.08



Dá-me um pouco de céu... um sorriso teu...
Entranha em mim o teu cheiro.
Deixa-me roubar-te o olhar, ou memorizar-te no meu...
mesmo que aches que não mereço.

Toca-me... ama-me...
esta noite envolve-me no quanto me queres, sacia-te da fome que me tens... eu saio quando terminares.

Mas levo-te um pouco de céu... um sorriso teu...
Vou a cheirar ao teu nome, na memória do enquanto te pude ter...
mesmo que achasses que não merecia...

E amanhã recomeço!

5 comentários:

Anónimo disse...

Exmo Sr.,

Sou meramente uma transeunte dos blogs, que raramente escrevo neles. Gosto mais de "ouvir" do que "falar" numa primeira vista.
Mas este seu texto deixou-me melancólica... identificada... sériamente identificada nesse seu texto...
Queria-lhe dizer que lamento que tenha de sair, que tenha de contar as horas para amanha ser um novo dia. Um dia igual aos outros!

Hopes & Fears disse...

Com pensamentos assim, o resultado só pode ser uma insónia.
Tão fortes, tão intensos que dormir só se for para poder sonhar!!!

Anónimo disse...

Caro hopes & fears,

Hoje em dia já durmo, já sonho, tenho uns quantos pesadelos de estimação, mas já não me tiram o sono felizmente! Daí que referi a melancolia, nada saudosistica por sinal!

Só desejo que todos os sofredores destas insónias um dia consigam ver com saudosismo estes textos!

Cumprimentos!

Joaninha a voar disse...

Gosto tanto de te ler que salto palavras para chegar ao fim. Há magia, de facto! Um beijinho

Paula disse...

lindo..mesmo...
brigada